sexta-feira, 11 de março de 2011

NORDESTINOS SÃO PESSOAS

Estou indignado. Sou apenas um cidadão, uma pessoa que busca viver dignamente. Trabalho e pago todos os impostos. Cuido da minha vida sem mexer com a vida de ninguém. Que culpa tenho eu de ter nascido homem, negro, pobre e nordestino. E sabem de uma coisa: se pudesse, eu nunca teria saído da minha terra, sim, se houvesse condições de manter minha vida por lá, jamais teria vindo para a região sudeste do Brasil. Lá no nordeste sempre houve problemas de falta de oportunidades, isso é história antiga. O problema da falta de água em muitas regiões que antigamente fazia com que muitas pessoas saíssem de suas cidades para tentar uma vida melhor nas grandes metrópoles. Se forem ler história antiga, irão ver que nordestinos foram enganados com promessas de que haveria melhorias grandiosas para o povo, mas sabemos o que aconteceu, os tais desvios de dinheiro de sempre e sempre. Por outro lado, fico indignado porque o Brasil é imenso: logo, os brasileiros deveriam tratar muito bem seus irmãos, não importando a região de nascimento. Nós brasileiros deveríamos cuidar melhor de nosso país, primeiro para nós mesmos, depois para o estrangeiro. Sabemos que a maioria dos estrangeiros que chegam aqui, são muito bem tratados, muitas vezes, eles têm os melhores empregos, enquanto que nós brasileirinhos, somos muitas vezes postos de lado. Sou à favor de oportunidades para todo mundo, mas acho que já está na hora do nosso povo ficar mais solidário e atendo aos nossos problemas. Escolas boas para todo mundo, ensino de primeira linha, professores valorizados e bem pagos. Os alunos precisam reivindicar melhores escolas, ao invés de ficarem brigando e se maltratando, precisam se ligar no tempo que passa rápido e entender de uma vez por todas que escola não é para ser depredada, é um bem público e deve ser bem cuidado, todos nós contribuintes já pagamos por elas. Não é nada inteligente detonar o que é nosso. Precisamos valorizar o que temos, senão poderemos ficar sem nada.

José Luis da Silva / balconista de farmácia

José Luis enviou um e.mail dizendo de sua condição em ser nordestino. Ele ficou indignado com o que aconteceu em São Paulo, por ocasião do Carnaval (Acadêmicos do Tucuruvi).


Somos todos brasileiros, precisamos parar com certos comportamentos que só geram o mal.

Dadi Silveira


5 comentários:

  1. Caro José,
    você não tem culpa em nascer no país que não valoriza o que tem. Você disse bem. Educação meu caro, já tá mais que na hora desse povo parar e raciocinar, procurar mudar p/ de fato crescer.

    Um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo18:23

    Não podemos aceitar nem um tipo de racismo.

    Abrçs

    Cláudio Gonçalves

    ResponderExcluir
  3. É preciso um olhar mais atento ao que se passa e mudanças urgentes na educação e todos os setores que irão propiciar um meio de vida digno aos nordestinos e demais brasileiros em iguais situações. Se por um lado o nordestino é vítima de todos estes infortúnios da miséria e preconceitos, por outro são as maiores cabeças pensantes do nosso país em toda a sua história. Mas a corrupção é o grande malefício que tudo corrói.


    Carinhoso beijo e bom fim de semana, Dadi!

    ResponderExcluir
  4. É uma ignorância absurda.
    Racismo é uma coisa revoltante.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Hola, paso a saludarte y darte las gracias por comentar en mi blog.Besos.

    ResponderExcluir